Solda por Brasagem: O que é e como funciona

Solda por Brasagem

Solda por brasagem é um processo de soldagem que une materiais metálicos aquecendo-os a uma temperatura adequada e usando um metal de adição com uma liquidez acima de 450 ° C (840 ° F) e abaixo da temperatura do metal original.

A brasagem é originada da solda forte, também conhecida como “brazing”, que é a soldagem em que o metal de adição apresenta temperatura acima de 450°C, mas inferior à temperatura de fusão do metal de base. A solda forte dá origem à brasagem e à soldabrasagem ou solda brasada.

Esse processo de soldagem é amplamente utilizado na indústria metalúrgica, principalmente na união de metais que possuem pontos de fusão diferentes ou que não podem ser soldados devido à presença de impurezas. A brasagem é um método eficiente para unir materiais metálicos, pois não requer altas temperaturas, o que evita deformações e distorções nos materiais.

A solda por brasagem é uma técnica que exige precisão e habilidade, pois é necessário controlar a temperatura e o fluxo do metal de adição para que a junta seja perfeita. Além disso, é importante realizar a limpeza adequada das superfícies a serem unidas para evitar a presença de impurezas que possam comprometer a qualidade da solda.

Principais Pontos:

  • A solda por brasagem é um processo de soldagem que une materiais metálicos aquecendo-os a uma temperatura adequada e usando um metal de adição.
  • A brasagem é originada da solda forte e é amplamente utilizada na indústria metalúrgica para unir materiais metálicos que possuem pontos de fusão diferentes ou que não podem ser soldados devido à presença de impurezas.
  • A solda por brasagem exige precisão e habilidade, além de uma limpeza adequada das superfícies a serem unidas.

Processo de Soldagem

A solda por brasagem é um processo de soldagem que produz a coalescência de materiais aquecendo-os a uma temperatura adequada e usando um metal de adição com uma liquidez acima de 840 ° F (450 ° C) e abaixo da temperatura do metal original. Esse processo é dividido em três sub-seções principais, que são:

Aquecimento e Fusão

O processo de soldagem por brasagem é realizado através do aquecimento dos metais a serem unidos, até que atinjam uma temperatura suficiente para permitir a fusão do metal de adição. É importante destacar que a temperatura de fusão do metal de adição deve ser inferior à temperatura de fusão do metal base, para que ocorra a união.

Processo Oxicombustível

A brasagem por oxicombustível é realizada através da combustão de gases, como o oxigênio e o acetileno, que geram uma chama capaz de aquecer os metais a serem unidos. Essa técnica é indicada para a união de metais com espessuras maiores, pois a chama é capaz de gerar um calor mais intenso e uniforme.

Processos Tig ou Arco Plasma

Os processos de soldagem Tig e Arco Plasma são realizados através do uso de um eletrodo não consumível, que gera um arco elétrico capaz de aquecer os metais a serem unidos. Essa técnica é indicada para a união de metais com espessuras menores, pois permite um controle maior da distribuição de calor.

Em resumo, o processo de soldagem por brasagem é um método eficaz para unir metais, através do aquecimento e fusão dos materiais a serem unidos, com a utilização de um metal de adição com uma temperatura de fusão inferior à do metal base. Existem diferentes sub-seções desse processo, como o oxicombustível e os processos Tig e Arco Plasma, que devem ser escolhidos de acordo com as características dos materiais a serem unidos.

Materiais e Metais

Como mencionado anteriormente, a solda por brasagem é um processo de soldagem que une materiais aquecendo-os a uma temperatura adequada e usando um metal de adição com uma liquidez acima de 840 ° F (450 ° C) e abaixo da temperatura do metal original. Nesta seção, discutirei os materiais e metais utilizados na solda por brasagem.

Metais Base e Adição

Os metais de base mais comuns usados na solda por brasagem são o aço, o cobre e o alumínio. O aço é frequentemente usado em aplicações de alta resistência, enquanto o cobre é utilizado em aplicações elétricas e de refrigeração. O alumínio, por sua vez, é usado em aplicações aeroespaciais e automotivas.

Os metais de adição mais comuns incluem prata, cobre e níquel. A prata é frequentemente usada em aplicações de alta temperatura, enquanto o cobre é usado em aplicações de baixa temperatura. O níquel é usado em aplicações de alta resistência.

Metais Diferentes e Dissimilares

A solda por brasagem também pode ser usada para unir metais diferentes e dissimilares. Isso é possível porque a solda por brasagem não requer que os metais de base sejam fundidos, o que significa que metais frágeis e de baixo ponto de fusão podem ser usados. Os metais de adição usados para unir metais diferentes e dissimilares dependem dos metais de base envolvidos.

Os metais sanitários, como o aço inoxidável, também podem ser unidos por solda por brasagem. Nesses casos, os fluoretos alcalinos são usados como um fluxo e o método de aplicação do fluxo pode ser pulverização, escovação ou um injetor pressurizado.

Em resumo, a solda por brasagem é um processo de soldagem que exige cuidado e precisão na escolha dos materiais e metais utilizados. Os metais de base e adição devem ser escolhidos com base nas aplicações específicas e os metais diferentes e dissimilares devem ser unidos com os metais de adição adequados.

Juntas e Soldagem

É super importante que a escolha do método de união adequado para materiais diferentes. Soldagem, brasagem e solda são técnicas comuns usadas para unir metais, mas cada uma tem suas próprias vantagens e desvantagens. Nesta seção, vou discutir os diferentes tipos de juntas e como elas são soldadas.

Projeto da Junta

O projeto da junta é um fator importante a ser considerado antes de escolher o método de união. A geometria da junta e a espessura do material de base afetam a escolha do processo de soldagem. Por exemplo, juntas em T e juntas em ângulo são mais adequadas para soldagem, enquanto juntas sobrepostas são mais adequadas para brasagem.

Representação da Junta em L e Junta em T lado a lado

Junta Brasada

A junta brasada é uma técnica de união de metais dissimilares. Ela é realizada aquecendo o metal de adição a uma temperatura inferior à temperatura de fusão dos materiais de base e, em seguida, aplicando-o à junta por capilaridade. A brasagem é frequentemente usada para unir metais com diferentes coeficientes de expansão térmica, como cobre e aço inoxidável.

As juntas brasadas são mais resistentes à corrosão do que as juntas soldadas. Além disso, a brasagem é capaz de unir metais com diferentes espessuras e geometrias. No entanto, a junta brasada é menos resistente do que a junta soldada em termos de resistência mecânica.

Em resumo, o projeto da junta é um fator importante a ser considerado antes de escolher o método de união. A brasagem é uma técnica comum usada para unir metais dissimilares, mas é menos resistente do que a soldagem em termos de resistência mecânica.

Fluxo e Limpeza

Na solda por brasagem, a limpeza prévia das partes a serem soldadas é essencial para remover contaminantes e óxidos e garantir uma solda de qualidade. Os métodos preferidos para a limpeza são os produtos alcalinos ou solventes, que ajudam a remover óleos utilizados na operação de usinagem.

Além disso, é importante aplicar um fluxo capaz de dissolver óxidos metálicos sólidos que ainda estejam presentes, de modo a prevenir nova oxidação. O fluxo é responsável por dissolver as camadas de óxido eventualmente formadas após a limpeza, permitindo que o material de adição possa fluir livremente sobre as superfícies a serem unidas e aderir ao metal da base.

A atmosfera também é um fator importante na solda por brasagem. É possível fazer a brasagem em atmosfera ativa, inerte ou sob o vácuo. A atmosfera elimina a necessidade de limpeza após a operação, o que é especialmente importante em aplicações onde a limpeza pode ser difícil ou impossível.

Em resumo, a limpeza prévia e o uso de fluxo são essenciais para garantir uma solda por brasagem de qualidade. A escolha da atmosfera também pode influenciar na qualidade da solda e na necessidade de limpeza após a operação.

Vantagens e Desvantagens

A solda por brasagem apresenta algumas vantagens em relação aos processos de soldagem por fusão. Algumas das vantagens incluem:

  • Requer menor calor de modo que a soldagem se realiza mais rapidamente;
  • O metal de adição apresenta baixa tensão residual e sua ductilidade permite posterior usinagem;
  • As uniões apresentam resistência mecânica adequada.

Além disso, as peças soldadas podem ser tratadas termicamente em temperaturas de até 950°C sem danificar a solda, o que é uma grande vantagem. A brasagem pode substituir a soldagem MIG e TIG em metais ferrosos, oferecendo maior produtividade em relação aos processos manuais.

No entanto, a brasagem também apresenta algumas desvantagens. Algumas das desvantagens incluem:

  • A resistência da solda é limitada à resistência do metal de adição;
  • A temperatura de serviço é limitada ao ponto de fusão do metal de adição.

Embora a brasagem produza pequenas distorções, ela pode ser uma ótima opção para realizar uniões em metais ferrosos. É importante lembrar que a escolha do processo de soldagem depende das características do material e do tipo de união a ser realizada.

Aplicações e Usos

A solda por brasagem tem uma ampla gama de aplicações em diversos setores. Nesta seção, discutirei algumas das principais áreas em que a solda por brasagem é usada.

Usinagem e Ferramentas de Corte

A solda por brasagem é amplamente utilizada na fabricação de ferramentas de corte e usinagem. É frequentemente usada para unir metais diferentes, como aços de alta velocidade e carbonetos de tungstênio, que são comumente usados na fabricação de ferramentas de corte. A solda por brasagem também é usada para unir metais a cerâmicas, que são frequentemente usadas como substratos em ferramentas de corte.

diagrama que mostra o processo de solda por brasagem, desde a preparação dos materiais até a união final.

Instrumentos Odontológicos e Médicos

A solda por brasagem é usada na fabricação de instrumentos odontológicos e médicos. É frequentemente usada para unir metais diferentes, como aços inoxidáveis ​​e ligas de titânio, que são comumente usados na fabricação de instrumentos médicos e odontológicos. A solda por brasagem também é usada para unir metais a cerâmicas, que são frequentemente usadas como substratos em instrumentos médicos e odontológicos.

Conexões e Cilindros Hidráulicos

A solda por brasagem é usada na fabricação de conexões hidráulicas e cilindros hidráulicos. É frequentemente usada para unir metais diferentes, como aços carbono e ligas de cobre, que são comumente usados na fabricação de conexões e cilindros hidráulicos. A solda por brasagem também é usada para unir metais a cerâmicas, que são frequentemente usadas como substratos em conexões e cilindros hidráulicos.

Em resumo, a solda por brasagem é uma técnica amplamente utilizada em diversos setores, incluindo usinagem, fabricação de instrumentos médicos e odontológicos, e fabricação de conexões e cilindros hidráulicos. A solda por brasagem é frequentemente usada para unir metais diferentes e metais a cerâmicas, permitindo a criação de peças complexas e duráveis.

diagrama que mostra como o fluido flui através de uma conexão ou cilindro hidráulico soldado por brasagem, destacando a eficiência e a segurança do design.

Técnicas de Brasagem

A brasagem é um processo de soldagem que utiliza um metal de adição com uma liquidez acima de 840 ° F (450 ° C) e abaixo da temperatura do metal original. Existem várias técnicas de brasagem, cada uma com suas próprias vantagens e desvantagens. Nesta seção, vou discutir algumas das técnicas mais comuns de brasagem.

Brasagem por Forno

A brasagem por forno é um processo que envolve o aquecimento das peças a serem unidas em um forno. O metal de adição é então adicionado às peças enquanto estão no forno. A brasagem por forno é adequada para peças grandes ou complexas que precisam ser aquecidas uniformemente. Essa técnica é geralmente mais cara do que outras técnicas de brasagem, mas é mais precisa e consistente.

Brasagem por Indução

A brasagem por indução é um processo que utiliza um campo magnético para aquecer as peças a serem unidas. O metal de adição é adicionado às peças enquanto elas estão sendo aquecidas. A brasagem por indução é adequada para peças pequenas ou complexas que precisam ser aquecidas rapidamente. Essa técnica é geralmente mais rápida e eficiente do que outras técnicas de brasagem.

Brasagem por Maçarico

A brasagem por maçarico é um processo que envolve o aquecimento das peças a serem unidas com um maçarico. O metal de adição é adicionado às peças enquanto elas estão sendo aquecidas. A brasagem por maçarico é adequada para peças pequenas ou médias que precisam ser aquecidas rapidamente. Essa técnica é geralmente mais barata do que outras técnicas de brasagem, mas é menos precisa e consistente.

Brasagem por Resistência

A brasagem por resistência é um processo que utiliza a resistência elétrica para aquecer as peças a serem unidas. O metal de adição é adicionado às peças enquanto elas estão sendo aquecidas. A brasagem por resistência é adequada para peças pequenas ou médias que precisam ser aquecidas rapidamente. Essa técnica é geralmente mais rápida do que outras técnicas de brasagem, mas é menos precisa e consistente.

Brasagem por Imersão

A brasagem por imersão é um processo que envolve a imersão das peças a serem unidas em um banho de metal de adição fundido. As peças são aquecidas pelo metal de adição enquanto estão submersas. A brasagem por imersão é adequada para peças pequenas ou médias que precisam ser aquecidas uniformemente. Essa técnica é geralmente mais barata do que outras técnicas de brasagem, mas é menos precisa e consistente.

Em todas essas técnicas de brasagem, a capilaridade é um fator importante. A capilaridade é a ação do metal de adição de fluir e se espalhar entre as peças a serem unidas. A molhagem é a medida da capacidade do metal de adição de se espalhar sobre a superfície das peças a serem unidas. A chama do maçarico ou tocha deve ser cuidadosamente controlada para garantir que a capilaridade e a molhagem sejam adequadas.

Aspectos Técnicos

A solda por brasagem é um processo de soldagem que utiliza um metal de adição com ponto de fusão inferior ao metal de base. A resistência da solda por brasagem é menor do que a da solda por fusão, mas é suficiente para muitas aplicações. A temperatura de serviço da solda por brasagem é limitada pela temperatura de fusão do metal de adição.

A brasagem é uma técnica eficaz para unir metais diferentes e pode ser utilizada em uma ampla gama de aplicações. A solda por brasagem é resistente à corrosão galvânica, mas pode ser afetada por outros tipos de corrosão, dependendo dos metais que estão sendo unidos e das condições de serviço.

A resistência da solda por brasagem depende da qualidade da junta e da escolha do metal de adição. O desempenho mecânico da solda por brasagem pode ser melhorado através do tratamento térmico. A eficiência da solda por brasagem depende do tamanho e da forma das peças sendo unidas, bem como da habilidade do soldador.

O resfriamento da junta é um dos principais fatores que afetam a qualidade da solda por brasagem. O resfriamento rápido pode causar tensões residuais e deformação, enquanto o resfriamento lento pode resultar em uma junta fraca. A expansão e contração térmica dos metais sendo unidos também pode afetar a qualidade da junta.

Em geral, a solda por brasagem é um processo de soldagem eficaz que pode ser usado em uma ampla gama de aplicações. A escolha do metal de adição, a qualidade da junta e o resfriamento são fatores importantes que afetam a qualidade da solda por brasagem. Com a habilidade e o conhecimento adequados, a solda por brasagem pode ser uma técnica de soldagem eficiente e confiável.

Conclusão

A solda por brasagem é um processo de soldagem altamente versátil e eficaz que oferece uma série de vantagens em relação a outros métodos de soldagem. Desde a indústria metalúrgica até aplicações médicas e odontológicas, suas aplicações são vastas e diversificadas. A técnica é especialmente útil para unir metais com diferentes pontos de fusão ou que são difíceis de soldar devido à presença de impurezas.

Além de ser um processo que exige precisão e habilidade, a solda por brasagem também se destaca por sua eficiência energética e menor risco de deformação dos materiais. Isso faz dela uma escolha ideal para uma variedade de aplicações industriais e comerciais.

É crucial, no entanto, seguir as melhores práticas em termos de preparação de superfície, escolha de metais de base e adição, e técnicas de aplicação para garantir uma junta de alta qualidade. A escolha do método de brasagem, seja por forno, indução ou maçarico, também deve ser feita com base nas especificidades do projeto. Também é essencial o uso das EPI’s necessárias durante a soldagem como luvas de solda e máscaras de solda.

Perguntas Frequentes

Quais são os processos envolvidos na solda por brasagem?

A solda por brasagem é um processo que envolve a união de metais através do aquecimento de uma liga de solda, que é distribuída entre as superfícies das peças a serem unidas. A brasagem pode ser feita por diversos métodos, como brasagem com maçarico, brasagem por indução, brasagem por forno, entre outros.

Quais são as vantagens da brasagem em relação a outros processos de união?

A brasagem apresenta diversas vantagens em relação a outros processos de união, como a soldagem. Algumas dessas vantagens incluem a possibilidade de união de metais diferentes, a capacidade de unir peças finas e delicadas sem deformação, a possibilidade de unir peças com diferentes espessuras, a capacidade de unir peças sem a necessidade de preparação de borda, entre outras.

Como é feita a brasagem fraca?

A brasagem fraca é um tipo de brasagem em que a temperatura de fusão da liga de solda é inferior à do metal de base. Esse tipo de brasagem é realizado em temperaturas mais baixas, geralmente abaixo de 450°C, e é utilizado para unir metais de baixo ponto de fusão, como o alumínio e o cobre. Na brasagem fraca, a liga de solda é distribuída entre as superfícies das peças a serem unidas por meio da capilaridade.

Qual é o papel da capilaridade na brasagem?

A capilaridade é um fenômeno que ocorre durante a brasagem, em que a liga de solda é distribuída entre as superfícies das peças a serem unidas por meio da ação da tensão superficial. Esse processo é importante para garantir uma união uniforme e resistente entre as peças, e é especialmente utilizado na brasagem fraca.

O que é brasagem por resistência e como funciona?

A brasagem por resistência é um tipo de brasagem que utiliza a passagem de corrente elétrica através das peças a serem unidas para gerar calor e derreter a liga de solda. Esse processo é utilizado principalmente para unir peças de metais não ferrosos, como o alumínio e o cobre, e é especialmente útil para a união de peças de grande porte.

Deixe um comentário