4 Principais Processos de Soldagem

Um guia rápido para os diferentes tipos de processos de soldagem

Tipos de processos de soldagem: uma visão geral das técnicas essenciais de soldagem

A soldagem é um processo usado para unir duas ou mais peças de metal. É uma parte crítica do processo de fabricação, usado para tudo, desde painéis de carroceria automotiva e estruturas de aço estrutural até componentes médicos e aeroespaciais de ponta.

O tipo de processo de soldagem usado para unir duas peças de metal varia de acordo com o material a ser soldado, o tamanho das peças e o resultado desejado. Com tantos processos de soldagem para escolher, pode ser difícil saber qual é a escolha certa. Para ajudar a simplificar o processo de tomada de decisão, aqui está uma visão geral dos quatro principais tipos de processos de soldagem.

Soldagem a arco elétrico com com gás de proteção (GMAW)

A soldagem por arco de metal a gás (GMAW), comumente conhecida como soldagem MIG/MAG, é um processo de soldagem semiautomático que usa uma pistola de soldagem alimentada por arame para alimentar um arame contínuo na junta soldada. Este processo é ideal para soldar aço-carbono, alumínio e aço inoxidável. O processo GMAW é relativamente simples de usar e é adequado para soldadores iniciantes.

Na soldagem MIG/MAG, um arco é formado com a fonte de energia passando pela tocha de soldagem entre o fio de soldagem que está sendo alimentado e a peça de trabalho. O arco funde o material que está sendo soldado e o fio de solda, resultando na solda. Durante a operação de soldagem, o alimentador de arame alimenta constantemente o arame de soldagem na pistola de soldagem. A pistola de soldagem também fornece gás de proteção para a solda.

A soldagem MIG (metal inert gas) utiliza um gás de proteção inerte que não se envolve no processo de soldagem, enquanto a soldagem MAG (metal active gas) utiliza um gás de proteção ativo que participa do processo de soldagem.

Como o gás de proteção geralmente contém dióxido de carbono ou oxigênio ativo, a soldagem MAG é significativamente mais frequente do que a soldagem MIG. De fato, a frase soldagem MIG às vezes é usada de forma intercambiável com soldagem MAG.

Soldagem com eletrodo revestido (SMAW)

A soldagem com eletrodo revestido (SMAW), comumente conhecida como soldagem manual a arco elétrico, é um dos processos de soldagem mais antigos e amplamente utilizados. Ele usa um eletrodo revestido com fluxo, o que ajuda a proteger a solda contra contaminação. Este processo é melhor para soldar metais mais espessos, como aço e ferro fundido.

Diagrama de soldagem a arco elétrico com eletrodo revestido
Soldagem a arco elétrico com eletrodo revestido. Desenho por: marcelochal

Soldagem de gás inerte de tungstênio (TIG)

A soldagem com gás inerte de tungstênio (TIG) é um processo de soldagem manual que usa um eletrodo de tungstênio não consumível para fornecer corrente ao arco de soldagem. A soldagem TIG é adequada para soldar peças finas de alumínio, magnésio e aço inoxidável. Também é capaz de produzir soldas de alta qualidade com distorção mínima.

Soldagem com arame tubular (FCAW)

A soldagem com arame tubular (FCAW) é um processo de soldagem semiautomático que usa um eletrodo tubular alimentado continuamente contendo um fluxo. Este processo é adequado para soldagem de aço-carbono, aço inoxidável e alumínio. O FCAW é uma ótima opção para soldar materiais mais espessos e geralmente é mais rápido que o GMAW.

Conclusão

A soldagem é uma parte crítica do processo de fabricação e há muitos processos de soldagem para escolher. Este artigo destacou os quatro principais tipos de processos de soldagem: Soldagem a arco elétrico com gás de proteção (GMAW), Soldagem com eletrodo revestido (SMAW/MIG/MAG), Soldagem com gás inerte de tungstênio (TIG) e Soldagem com arame tubular (FCAW). Cada um desses processos de soldagem tem suas próprias vantagens e desvantagens, por isso é importante considerar o material a ser soldado, o tamanho das peças e o resultado desejado antes de selecionar um processo de soldagem.

Deixe um comentário